CG Extreme, um espetáculo de experiência da computação gráfica

Luzes, câmeras, muita ação! Esse foi o clima do CG Extreme, um espetáculo de entretenimento digital realizado no Citibankhall, no Rio de Janeiro, nos dias 27 e 28 de abril. Um sucesso de público, que de manhã cedinho já esperava em grandes filas a abertura dos portões. O evento pioneiro no Brasil marcou a união da americana Full Sail University com o Grupo Seven. Grandes nomes da computação gráfica internacional e um dos mais premiados produtores musicais do mundo compartilharam o palco durante dois dias de evento, intercalando palestras com apresentações cinematográficas, uma experiência inesquecível para os 6 mil visitantes que lotaram a casa nos dois dias.

A primeira palestra foi reveladora. Laurie Brugger, especialista em efeitos especiais (rigger), reconhecida por seu trabalho em Harry Potter, contou os segredos da arte de dar movimento aos personagens desenvolvidos em computação gráfica e emocionou o público com a criação do elfo-doméstico Dobby. Depois foi a vez de Tom Isaksen, o dinamarquês que adotou o Brasil como lar e é especialista em 3D e lead character designer do jogo de sucesso mundial: Hitman.

CG Extreme: Pavilhão de carreiras promete oportunidades de trabalho

Durante o intervalo das apresentações, o Pavilhão de Carreiras foi ocupado por milhares de jovens em busca de oportunidades profissionais, e abrigou a exposição de trabalhos de desenhistas e escultores em modelagem. Várias empresas, como Abragames, Unity, Joox e We do Logos, mostraram seus produtos relacionados ao mercado da computação gráfica e captaram novos talentos.

A professora universitária de comunicação gráfica e planejamento visual, Maria João, saiu do CG Extreme com percepção de que o evento abrirá portas para os estudantes de melhor potencial. “Aqui pude perceber que a Seven não qualifica apenas profissionais, mas também forma artistas prontos para se destacarem no mercado internacional”, afirmou.

Depois da pausa foi a vez de Jason Whitmore compartilhar a sua vivência profissional, nada mais nada menos que o diretor de criação da Royale, agência reconhecida por trabalhos irreverentes e bem coloridos junto a marcas como Apple, Nike, Diesel, Blackberry, entre outras. Quem fechou o dia foi o argentino-americano Sebastian Krys, produtor e mixer que recebeu ao longo de sua carreira 13 Grammy Awards e trabalhou grandes estrelas musicais como Shakira, The Black Eyed Peas, e Will Smith.

No final do primeiro dia do evento, os palestrantes visitaram com exclusividade as obras criadas pelos alunos da Seven expostas no Pavilhão de Carreiras, desde as esculturas em massa para modelagem até os games mais divertidos e cheios de detalhes.

O segundo dia foi marcado por diversão e criatividade, além do conteúdo precioso compartilhado pelos especialistas em CG. Uma bela promotora, dançando ao som de música eletrônica, demostrou o funcionamento do equipamento de MoCap; tecnologia de Motion Capture utilizada para animar modelos de personagens virtuais em animação 3D; o visitante pode acompanhar a gravação do movimento humano e sua transferência para um mundo virtual.

Cosplayers desfilaram pelo hall do CG Extreme parando para fotografias juntos aos seus fãs. Estavam lá cópias bem produzidas de personagens de Dragon Ball e Star Wars (501st Brasil e Império Comando RJ), estes últimos fizeram uma performance muito bem ensaiada para trazerem ao palco do CG Extreme Cordy Rierson, produtora e especialista em efeitos especiais de Missão Impossível, Star Wars III e Silent Hill: Homecoming. Os apaixonados pela trilogia foram ao delírio com a encenação e com o conteúdo compartilhado por Cordy, que encerrou sua demonstração presenteando um expectador com um XBOX 360.

CG Extreme: palestrantes

CG Extreme: palestrantes

Nathaniel Howe (primeiro palestrante de domingo) entrou no palco após a explosão de energia de jogadores de futebol americano e cheerleaders da NFL; um dos principais clientes da NATHANIELJAMES, agência icônica deste diretor criativo e designer multidisciplinar, que trabalha principalmente no cinema, televisão, publicidade e branding. Esse ano reconhecido como um dos tops na indústria por revistas americanas, e responsável por campanhas de grandes empresas como ESPN, Nike, Burger King, Ford, Fox e Motorola.

Durante todo o evento, uma intérprete em linguagem de sinais auxiliou os espectadores portadores de deficiência auditiva. No espaço aberto para perguntas aos palestrantes, um aluno da unidade Centro, utilizando a técnica gestual interagiu com o especialista em computação gráfica, com o auxilio da tradutora Emanuela Bezerra. Ponto para atitude!

O momento mais surpreendente do CG Extreme foi a abertura da palestra de Chance Glasco, especialista em armas de Call of Duty, que explicou detalhadamente seu processo de trabalho e encantou o público com sua simpatia. Uma espécie de encenação interativa pegou todo mundo de surpresa, atiradores de elite invadiram o teatro em busca de um exército inimigo, despertando a fascinação de quem estava presente.

O ganhador de dois Oscars, com mais de 30 anos de carreira em animação e em efeitos especiais 2D e 3D, Edward Jones, veio a público no melhor estilo hollywoodiano em dias de premiações da Academia. Mostrou processos surpreendentes como o desenvolvimento de películas aclamadas pelo mundo como Matrix, Mulher Gato e o divertidíssimo Happy Feet. Assim, foi fechada a sequência de palestras do evento que deixou um gostinho de quero mais para uma segunda edição.

Via Assessoria de Imprensa