Se hoje você adora jogar RPG, assistir a filmes e animes de capa e espada com dragões, magos, deve agradecer muito a este simpático senhor inglês.

Sir John Ronald Reuel Tolkien CBE (Bloemfontein, 3 de Janeiro de 1892 — Bournemouth, 2 de Setembro de 1973), mais conhecido simplesmente como J. R. R. Tolkien, foi um escritor, professor universitário e filólogo britânico.

Tolkien nasceu na África do Sul e aos três anos de idade, com sua mãe e irmão, passou a viver na Inglaterra, terra natal de seus pais. Desde pequeno fascinado pela lingüística, cursou a faculdade de Letras em Exeter. Lutou na Primeira Guerra Mundial, onde começou a escrever os primeiros rascunhos do que se tornaria o seu “mundo secundário” complexo e cheio de vida, denominado Arda, palco das mundialmente famosas obras O Hobbit, O Senhor dos Anéis e O Silmarillion, esta última, sua maior paixão, que, postumamente publicada, é considerada sua principal obra, embora não a mais famosa.

Sua obra mais conhecida, O Senhor dos Anéis, foi uma continuação encomendada pelo anterior sucesso de O Hobbit. Surpresa maior foi que Tolkien levou apenas 20 anos para entregar a sua saga envolvendo o anel do poder. Tamanho sucesso de leitura acabou por influenciar várias produções literárias e artísticas no século passado até resultar, em 2001, no primeiro filme da trilogia da Guerra do Anel.

As criações de Tolkien vão além da simples obra: ele criou uma história tão detalhada, com línguas específicas para anões, elfos e orcs que dão toda credibilidade a cada página que conhecemos.  Uma montanha não é apenas uma montanha: tem um nome, uma origem, um passado e testemunhou uma história local. Não é a toa que tantos adoram e se inspiram pelos seus livros.

Uma grande marca de seus livros é o poema recitado por Gandalf a Frodo traduzindo os escritos gravados no Um Anel,  para a língua comum:

“Três Anéis para os Reis – Elfos sob este céu,
Sete para os Senhores – Anões em seus rochosos corredores,
Nove para Homens Mortais, fadados ao eterno sono,
Um para o Senhor do Escuro em seu escuro trono
Na Terra de Mordor onde as Sombras se deitam.

Um Anel para a todos governar,
Um Anel para encontrá-los,
Um Anel para a todos trazer e na escuridão aprisioná-los
Na Terra de Mordor onde as Sombras se deitam.”

Abaixo, uma raridade que encontrei pela internet: uma entrevista de Tolkien para o canal BBC para uma matéria (In Their Own Words: British Novelists) sobre os autores britânicos e seus mundos, exibido em 30 de março de 1968.

Privacy Preference Center