Quem já parou para pensar no quanto a nossa vida está uma correria: estudo, trabalho, família, namorada, marido, escola, contas, viagem, lazer… calma, este não é um post de auto-ajuda, mas é sobre um filme que faz pensar.

O Preço do Amanhã (In Time), escrito e dirigido por Andrew Niccol (O Senhor das Armas e Gattaca), conta a história de um futuro não muito distante onde o dinheiro foi abolido e agora trabalhamos por tempo. Isso mesmo, tempo! Cada segundo conta: quer beber café: me dê 3 minutos do seu tempo. Só que tem uma pegadinha: ninguém vive sem tempo…

Os trabalhadores, ralam para conseguir tempo, mal conseguindo sobreviver de um dia para outro. Enquanto isso, os ricos tem tempo de sobra. Boa analogia este filme, né?

Depois de perder sua mãe que esgotou todos os seus segundos, e ter a sorte grande (ou o azar) de topar com um milionário altruísta e suicida, Will Salas (Justin Timberlake, A Rede Social) se vê acusado de assassinato e em fuga com um refém, a mimada menina rica, Sylvia Weis (Amanda Seyfried, A Garota da Capa Vermelha) – uma conexão que se torna uma parte importante do caminho contra o sistema.

Aproveitando o trocadilho, ao assistirmos esse filme, vale cada segundo do seu tempo. Timberlake está melhor a cada filme que faz e a história vai te fazer pensar bastante. Cuidado com os seus neurônios!

Abaixo, um trailer do filme para você se empolgar. Mais informações, no ótimo IMDB.