No mês de agosto, o selo Panini Comics lançou a já largamente discutida e polemizada HQ escrita por Alan Moore com inspirações lovecraftianas, Neonomicon. No entanto, sem demonstrar real conexão com o universo e atmosfera criados por Lovecraft, o mago inglês desenvolveu apenas uma história onde nomes, dados, locais e seres originados na literatura do escritor nascido em Providence são atirados sem qualquer consideração com seu contexto original.

O encadernado contém, na verdade, duas HQs. A primeira, “O Pátio”, foi criada levando em base um conto desenvolvido por Moore, ao passo que “Neonomicon” propriamente dito foi roteirizado e desenvolvido para o formato de quadrinhos, por Alan Moore. Em “O Pátio”, temos um prelúdio da história seguinte, onde um agente do FBI, Aldo Sax, vai a Red Hook atrás de pistas sobre diversos assassinatos que possuem entre si apenas seu modus-operandi, sendo os assassinos diferentes entre si e não tendo qualquer conhecimento um do outro. Já em “Neonomicon”, os agentes Lamper e Brears tomam rumo das investigações a partir de onde Aldo Sax parou, já que este agora encontra-se em um hospício se comunicando apenas através de um dialeto obscuro. Os dois descobrem que Sax havia encontrado algo em um clube noturno onde as referências a Lovecraft extrapolam o espaço físico aceitável de uma única página de HQ.

Review Nerd: Neonomicon de Alan MooreQuando se ouve falar em uma nova obra de Alan Moore, as expectativas sempre são muito grandes. Até mesmo seu livro A Voz do Fogo, de difícil leitura e não muito aclamado, tem conteúdo interessante e, ultrapassadas as primeiras páginas (as mais difíceis do livro), a história flui de maneira verossímil e prende o leitor. Já em Neonomicon, o que vem sempre a cabeça quando se está lendo é o fato de que o próprio escritor assumiu que a HQ foi criada tão somente para que ele pudesse pagar suas contas. Em dado instante, um personagem perseguido por agentes do FBI escapa pelos esgotos. Mais a frente, dois agentes assumem terem ouvido um barulho vindo de uma grade do lado de fora da boate, mas dizem que pensavam que era algum tipo de manutenção acontecendo no esgoto, algo impossível de se aceitar pela falta de esperteza esperada em duas pessoas aceitas pelo FBI.

As citações a obra original são feitas sob a tentativa de animar os fãs de Lovecraft, como que dizendo “esta aqui vem de A Sombra de Innsmouth e essa outra de O Depoimento de Randolph Carter, você conseguiu perceber?”, mas acabam por falir completamente visto que os nomes e locais encontram-se presente na HQ tão somente como citação, sem qualquer conexão com a obra do escritor. Ainda que se brinque afirmando que Lovecraft tenha entrado em contato com este universo e criado em cima disso, retirando sua originalidade e tornando possível a existência dos cultos aos deuses antigos, o uso das temáticas do escritor são aniquilados em pró não mais do mistério que há por trás da sombra, mas sim da sexualidade exagerada, que nas obras de Lovecraft são praticamente nulos. Existem diversos autores que teorizam também diversas questões sobre a presença do sexo no mundo do escritor, contudo isso fica para a teoria. Na HQ de Alan Moore, o que antes era oculto, agora é desnudado a ponto de haver cenas de estupro envolvendo um destes seres antigos e uma jovem humana.

Além disso, o traço é simplista e usa de pouco recurso de sombreado, o que ajuda menos na ambientação. Pode ser que tenha sido esta a ideia por trás da HQ. No entanto, aos fãs de Lovecraft, houve pouco a que se vangloriar.

Cover - Review Nerd: Neonomicon de Alan Moore