Prezados amigos, essa semana começo a minha coluna semanal no Iniciativa Nerd. Vou tentar trazer os assuntos mais comentados e relevantes para vocês. Sintam-se a vontade para comentar, criticar ou elogiar. A participação de todos é importante. Vamos a primeira.

Após 26 anos, o anime Dragon Ball ganhará uma continuação. A notícia pegou a todos de surpresa. Quase 20 anos após o fim do anime Dragon Ball GT, um novo desenho é anunciado. A fase Z foi ao ar em 26 de abril de 1989. Foram 291 episódios. Após o anúncio do novo filme, Renascimento de Freeza e a Batalha dos Deuses (lançado em 2014), o autor e a Toei viram que ainda tinham público para lançar um novo anime. Esse se chamará Dragon Ball Chou (ou Super). A única informação até agora é que ele se passará após a luta contra Majin Boo.

A fase GT lançada em 97|98 não teve grande repercussão pelo público e nem de crítica. Eu, particularmente, acho legais alguns pontos, como o Super Saiyajin 4. Entretanto, no geral o anime foi fraco. A impressão foi que pegaram as histórias que já existiam (Android 17 e a busca pela esferas do Dragão e um Goku pequeno.) e fizeram recauchutaram. Deu menos trabalho do que criar novos grandes vilões (tirando a última fase, essa sim mais “original”).

E é ai que entra a minha falta de animo com o novo anime. Sou fã de Dragon Ball, vi todos os desenhos e possuo TODOS os mangás. Para quem viu tudo, talvez, tenha um pouco dessa percepção. A partir da saga do Cell, que começou muito bem, os personagens tornaram-se poderosos demais a ponto dos inimigos terem que se regenerar (Cell com as células do Piccolo e Boo com as suas próprias) para que as coisas parecem mais difíceis. Parece que há uma formula nos desenhos. Um vilão mais forte, a busca por Goku, batalhas, inimigo derrotado| arrependido mudando de lado (ah não acha? Tenshinhan, Piccolo, Vegeta e Boo são o que?).

Óbvio, que o desenho marcou gerações e tem batalhas fantásticas. A transformação em Super Saiyajin ainda é uma das coisas que me arrepiam ainda quando vejo. Gohan chegando no segundo nível, Vegeta contra Goku e, por fim, o príncipe dos Saiyajins admitindo que Kakaroto é o número 1 estão frescas ainda na cabeça de muita gente. Não podia também deixar de citar, a Genki Dama feita por todos (se você tem entre 25 e 29 anos, eu sei que você levantou a mãos quando era moleque) e o discurso de Goku antes de mandar o Majin Boo para o limbo.

Porém, gostaria de ver nesse novo anime, algo com mais enredo. Participação de mais personagens e o desenvolvimento de uma história mais coesa. Por exemplo, um inimigo que não busca conquistar | destruir o universo entre outras coisas.

Há também um ponto importante que deve ser levado em conta. Dragon Ball GT continuará sendo válido? Caso contrário, já sabemos que não veremos a morte (definitiva) de um personagem importante e nenhuma mudança significativa, uma vez que já vimos o futuro da série. Não podemos esperar um Super Saiyajin 5, por exemplo.
E, por favor, vamos caprichar na criatividade. Quando disse que gostava do SSJ4 era porque ele mostrava algo mais perto de um macaco do que apenas os olhos claros e cabelo dourado. Mas, vimos que neste novo filme que ela passou longe. Quem lembra das transformações de Freeza deve ter se perguntado se a sua última e derradeira forma era apenas mudar de cor?

Enfim, como fã da série espero que Akira Toryama nos surpreenda com um roupante de criatividade. Algo que tenha desenvolvido durante os anos afastado deste universo. Se o anime apresentar um pouco disso, sem dúvida, será um grande sucesso.